Home‎ > ‎

Vale a leitura "Gestor de informacão, conhece!/? Muito prazer."

postado em 15 de jul de 2016 15:01 por D.A. Gestão da Informação

Ao gerar e transmitir dados com velocidade inimaginável, a computação começou a impulsionar, há menos de meio século, o ingresso do mundo na atual era conhecimento. Ao mesmo tempo em que se revolucionava a forma com que as pessoas se relacionavam com a informação, se explicitava que velocidade não é sinônimo de qualidade. O Gestor de Informação (GI) é um profissional reconhecido pelo ministério do trabalho e classificado como profissional da informação, assim como o Biblioteconomista, Bibliógrafo, Cientista de informação,Consultor de informação, Especialista de informação e Gerente de informação. No entanto, suas atividades são relativamente nova para as empresas da região nordeste, em algumas delas,este espaço é ocupado por profissionais sem a determinada formação acadêmica,não que estes profissionais não adquiram capacidades para realizar esta função, contudo, se existe um profissional com as aptidões de gerir as informações, por que não recrutá-lo?

Com a tendência de valorização crescente da informação – tanto para o cumprimento das metas organizacionais quanto para a atuação individual de funcionários de outras áreas –, os especialistas vislumbram perspectivas altamente promissoras para o profissional de Gestão da Informação, em todos os setores de atividades produtivas. Isso significa que há opções para carreira na iniciativa privada (agricultura, indústria, comércio e serviços), na administração pública e no Terceiro Setor.

gestor da informação deve possuir uma visão socioeconômica da realidade, que lhe permita aplicar teorias científicas, técnicas e metodologias, tanto para executar com eficiência suas tarefas quanto para explorar novas tecnologias da informação e da comunicação.As organizações buscam profissionais preparados que possam agregar valor ao seu portfólio e para desenvolver-se nesta área, o GI deve estar sempre em busca de aprimoramento e em constante interação com o meio em que trabalha, atribuindo valores e competências na sua atuação,estendendo assim uma gama maior de oportunidades das quais pode ser participante em uma organização, dentre elas podemos mencionar:

Gestão dos recursos de informação das organizações

Área: Planejamento.

Atividades: Identificar as necessidades e os níveis de agregação de valor às informação; prever o impacto da informação no desempenho
organizacional; mapear a integração das unidades, pessoas e fluxos de informação; desenvolver metodologias de avaliação de fluxos, sistemas,
produtos e serviços de informação, aplicando-as coerentemente.

Área: Comunicação.

Atividades:A comunicação é alma do negócio e sua aplicação em estruturas organizacionais e em sistemas de informação garantirão resultados a
medida que esta seja disseminada com precisão, sem ruídos.

Área: Gerência da informação e sistemas de controle.

Atividades:Compreender o que seja necessário para o processo de tomada de decisão é um dos papeis fundamentais da gestão da informação; a
localização, coleta e análise de dados, aplicação de tecnologia e softwares de computadores; gestão de documentos; utilização de informação para controle gerencial e análise de negócios; utilização de técnicas de workflow para a identificação de fluxos de informação e dados; sistemas especialistas.

Área: Gerência de Recursos Humanos.

Atividades: Inclui a descrição, análise e avaliação de funções; recrutamento, seleção, treinamento; gerência de pessoal; motivação e relações interpessoais.

Área: Gerência de recursos financeiros.

Atividades: Abrange a área de contabilidade; análise e controle de custos; estratégias para suporte à decisão; no que se refere aos custos operacionais e custo benefício dos investimentos.

Área: Promoção, vendas e Marketing.

Atividades: Relaciona-se à publicidade e relações públicas aplicadas à produção de bens e serviços de informação; técnicas e estratégias de marketing, incluindo pesquisa de mercado, para lançamento de produtos e serviços.

Área: Contexto político, ético,social e legal.

Atividades: Estudar as situações político/sociais que englobam as atividades humanas em geral e de informação em particular; o papel do governo e suas agências; as questões éticas e legais, incluindo o direito à privacidade, à não-segregação informativa, à liberdade de informação e o direito de ir e vir.

Área: Consultoria.

Atividades: Avaliar o fluxo de informação dentro da organização, especificar requisitos de tratamento da informação, recomendar sistemas e processos de análise de informações conforme as necessidades das empresas.

No que tange a área acadêmica, o graduado em gestão da informação pode adentrar em uma das atividades relacionadas abaixo que envolvem o uso da informação como centro de suas ocupações, contribuindo de forma eficaz com o desenvolvimento intelectual dos formandos:

Formação acadêmica na área de gestão

Área: Sistemas computacionais Hardware e Software.

Atividades: Conhecer e explicar o funcionamento dos recursos de processamento, armazenagem e saída de dados; Sistemas operacionais e programas aplicativos; Métodos de armazenamento e recuperação da informação, com utilização e aplicação de pacotes de softwares; Gerenciamento de sistemas de bases de dados; estudos de aplicação; especificação, design; implementação, avaliação e documentação de sistemas voltados para a gestão da informação.

Área: Telecomunicações.

Atividades: Domínio mínimo dos padrões de transmissão (TDMA, GRPS, GPS, GSM), tecnologias 3Gprotocolos, interfaces; tipos de equipamento (modens, dispositivos eletrônicos e óticos de comunicação); redes de telecomunicação (incluindo LANS e WANS).

Área:Aplicações da tecnologia da informação.

Atividades: Relacionadas à coleta, armazenagem e recuperação da informação, desde o videotexto, passando pelas novas tecnologias, o reconhecimento de voz, digitalização, tecnologias de discos compactos, telecomunicações, métodos de publicação eletrônica e de disseminação de documentos via redes, por exemplo.

Área: Meio ambiente.

Atividades: Princípios de ergonomia, proteção de dados, copyright, piratariacriptografia etc.

Área: Metodologia da pesquisa.

Atividades: Gerir e elaborar propostas de pesquisa; desenvolver métodos de investigação, coleta de dados, amostragem, análises estatísticas,
avaliação de resultados e produção de relatórios.

Área: Lingüística.

Atividades: Os estudos com informação implicam conhecimentos básicos da linguagem natural e formal, das classificações lingüísticas, da semântica, sintática e pragmática, de seu idioma nativo e outros idiomas.

Área: Línguas estrangeiras.

Atividades: Como recursos para a análise de fontes de informação, a comunicação com outros idiomas tornou-se requisito para o gestor da informação em um mundo conectado, de maneira que possa oferecer serviços de tradução e resumos.

Em um mundo cada vez mais repleto de informações, é crucial para as organizações filtrar o excesso de informações recebidas pelos diversos meios de comunicações. Neste contexto, o GI assume um papel essencial para as organizações, seu perfil acadêmico em conjunto com as habilidades desenvolvidas e adquiridas na área de atuação, lhe provê meios para analisar, identificar, mensurar, reter e distribuir as informações que podem contribuir de forma privilegiada à organização. Pois, como é manifesto, a comunicação entre os departamentos de uma organização, ainda é o maior entrave para o desenvolvimento e andamento de projetos e processos. Nesta conjuntura, o GI passa a ser um facilitador da comunicação entre os diversos setores e um elo de conciliação entre o homem e a tecnologia.

Fonte: www.tiespecialistas.com.br   
Matéria completa: Gestor de informacão, conhece!/? Muito prazer.

Comments